5 de jan de 2010

A caça as bruxas

Até o sec XV, a medecina estava ao alcance das pessoas de posses, mas nao das classes mais pobres. No caso dessas pessoas, eram homens e mulherescomuns que faziam o papel de agentes da cura, feiticeiros, parteiras e adivinhos das comunidades locais. Esses agentes de cura eram a unica fonte verdadeira de tratamento medico e espiritual dos membros das comunidades, e eram respeitados e revenciados por muitos deles. Chegou ate mesmo a existir uma lei que proibiam a perseguiçao a esses "bruxos". Apesar disso, nos meados do sec XIII, a igreja catolica, começou sua vendeta contra a bruxaria praticada em toda a Europa. Tomas de Aquino (1225-74) colaborou muito para difundir ideias antipagãs, com a crença de que as bruxas faziam o mal ou ate provocar a morte graças a essas ligaçoes demoniacas. Depois da reforma, inicio-se um periodo conturbado entre catolicos e protestantes. O puritanismo passou a ser uma tendencia cada vez maior e o medo de deus, na figura de uma divindade colerica, passou a rondar os pensamentos de reis e camponeses. 
A bruxaria ficou entao confinada pelos rotulos e crenças da igreja. Os demonios que foram imaginados, o diabo a que se deu o nome foram inexplicavelmente vinculados a um povo que nao conhecia o mal nem o praticava. O mito que associa a bruxaria ao demoniaco prevalece em certa medida desde entao. . .

Nenhum comentário:

Postar um comentário

" FAÇA O QUE QUISERES, DESDE QUE NAO PREJUDIQUES A NINGUEM"