8 de mar de 2010

a muito a escravidao foi abolida....
mas será que algum dia ela deixou de existir?
hoje o homem continua escravo, mas não de outros homens e sim de si mesmo.
acorrentado a um sistema capitalista consumista que crescre a cada dia...
um sistema que aprisiona mentes atraves de uma midia hipócrita que vende imagens e produtos a toda hora e fala em consumo consciente...
e o pior, nós compramos.....
compramos a imagem das pessoas belas porque são magras, compramos a imagem do carro novo andando em ruas vazias, sem poluiçao, só o vento...
pessoas felizes, indo a bancos em ruas sem violência....
vendem o vicio do alcool...
quanto ilusao!!!
e cade a educação para esse povo?
porque nao usar esse capital todo para construir mais escolas, que realmente formem pessoas concientes, ao inves de shoppings e presidios...
porque não financiar universidades, institutos, ao inves de copa do mundo...
a educaçao é precaria, os hospitais nem se fala, e quem tem acesso, paga muito caro por isso.
nossa! como somos livres e democraticos...
a midia vende uma ilusão, e nos compramos...
o Mundo está cansado, 
desse ciclo vicioso, 
quando as pessoas tomaram consciencia de que estamos aqui para ser e não para ter?...
mas como sobreviver nesse sitema que já contaminou até as entranhas do Planeta...
a natureza já está providenciando a limpeza, o processo já começou...
e que nós mesmos cortemos as correntes que nos amaram, para que possamos ser realmente livres,
de corpo, de mente e alma....
pois quando fecho os olhos, percebo um Mundo diferente, 
que existe sim, 
e as pessoas também sentem, mas ignoram.
existe algo além do material.
não podemos ignorar tudo o que viemos aprendendo ao longo das existencias...
e quanto mais ignorarmos, mais negarmos nossa essencia humana, mais proximos da extinsão o homem caminha.
pois a evolução é continua, cada um no seu tempo....
mas existem processos de seleçao natural, que nos digam nossos ancestrais dinossauros, que deixaram até seus ossos para contar a história...





20 de fev de 2010

Sinto cheiro de pipoca,
um riso de criança,
gatos giram em torno da mesa,
onde estou, nao sei...
é tudo tao alegre,
passaros cantam,
uma calmaria reina,
o coraçao esta leve, sorrindo,
que bom estar aqui...

18 de fev de 2010


O ócio é necessário....
nesses tempos de sem tempo...
em que loucura vivemos, onde ficar sem fazer nada enlouquece,
por não termos o que fazer,
ao mesmo tempo em que enlouquecemos em achar o que fazer...
e assim quando temos o que fazer ficamos mais loucos ainda...
parar para respirar, sem pensar, apenas sentir,
sentir o ar, a energia, perceber toda a vida que existe...
e sermos apenas loucos de amor, em ser e não ter...

1 de fev de 2010

I'm Crazy!

"... aquela que deseja ter o mar dentro da pia do banheiro e as estrelas no ceu da boca,
eu ando com as maos no bolso do infinito, pensando no horizonte.
eu sou a louca que anda mais com a cabeça baixa, pois os pes estao verdes de aventuras e eu nao seu quando vao amadurecer,
a louca que ve discos voadores nas teias das aranhas da cozinha,
a louca q intristeceu ao saber que o bife do almoço deixou sem pai a beserinha e que imaginava um dente em um copo de coca cola.
a louca que que ficar dormindo no chao para nao cair da cama, quando o sono é muito alto..."
"cuide bem de seus pensamentos,
eles se transformarao em palavras...
cuide bem de suas palavras,
elas se transformarao em atos,
eles se transformarao em habitos...
cuide bem de seus habitos,
eles se transformarao em carater...
cuide bem de seu carater,
ele moldara seu destino... "

30 de jan de 2010

Ismalia

quando Ismalia enlouqueceu
pos-se na torre a sonhar
viu uma lua no ceu
viu uma lua no mar

no sonho que se perdeu
banhou-se toda em luar
queria subir ao ceu
queria descer ao mar

e no desvario seu
na torre pos-se a cantar
estava perto do ceu
estavo longe do mar

e como um anjo pendeu
as asas a voar
queria a lua do ceu
queria a lua do mar

as asas que deus lhe deu
ruflaram de par em par
sua alma subiu ao ceu
seu corpo desceu ao mar

(Alphonsonsus de Guimaraes)

e a paixao por gatos continua.....

(a mamãe)
esses sao o romeu e a julieta....
hehehehe......
sao os filhotes da nossa gata, estamos procurando um lar para eles, pois alem dela temos mais dois gatos, mas talvez eles começem a fazer parte da familia tambem.....

(os filhotinhos)

29 de jan de 2010

A Seduçao...

um olhar, as vezes
uma suspeita de olhar
ou nem isso
um jesto
nao necessariamente programado
nem mesmo um toque
nenhuma palavra
mas sempre a magia
a eletricidade inexplicavel
o momento em que os dois sabem
quem seduziu? quem foi seduzido?
voce deixou
no ar o inicio do jogo
um jogo que voce
sem querer?...
permitiu...
" quanto tiveres desvendado todos os misterios da vida, anciaras pela morte, pois ela é mais um misterio da vida "

25 de jan de 2010

Celtic woman, Si do mhaimeo i (the wealthy widow)

'Sí do mhaimeo í, 'sí do mhaimeo í

'Sí do mhaimeo í, cailleach an airgid

'Sí do mhaimeo í, ó Bhaile Inis Mhóir í

'S chuirfeadh sí cóistí ar bhóithre Cois Fharraige

Dá bhfeicfeá' an "steam" 'ghabhail siar Tóin Uí Loin'

'S na rothaí 'ghabhail timpeall siar ó na ceathrúnaí

Chaithfeadh sí 'n stiúir naoi n-vair' ar a cúl

'S ní choinneodh sí siúl le cailleach an airgid

Sí do mhaimeo í, 'sí do mhaimeo í

'Sí do mhaimeo í, cailleach an airgid

'Sí do mhaimeo í, ó Bhaile Inis Mhóir í

'S chuirfeadh sí cóistí ar bhóithre Cois Fharraige

Measann tú, 'bpósfa', 'measann tú 'bpósfa'

'Measann tú, 'bpósfa', cailleach an airgid?

Tá's a'm nach 'bpósfa', tá's a'm nach 'bpósfa'

Mar tá sé ró-óg 'gus d'ólfadh sé'n t-airgead '

Sí do mhaimeo í, 'sí do mhaimeo í

'Sí do mhaimeo í, cailleach an airgid

'Sí do mhaimeo í, ó Bhaile Inis Mhóir í

'S chuirfeadh sí cóistí ar bhóithre Cois Fharraige

Sí do mhaimeo í, 'sí do mhaimeo í

'Sí do mhaimeo í, cailleach an airgid

'Sí do mhaimeo í, ó Bhaile Inis Mhóir í

'S chuirfeadh sí cóistí ar bhóithre Cois Fharraige

'S gairid go 'bpósfaidh, 's gairid go 'bpósfaidh

'S gairid go 'bpósfaidh, beirt ar an mbaile seo

'S gairid go 'bpósfaidh, 's gairid go 'bpósfaidh

Séan Shéamais Mhóir agus Máire Ní Chathasaigh

Sí do mhaimeo í, 'sí do mhaimeo í

'Sí do mhaimeo í, cailleach an airgid

'Sí do mhaimeo í, ó Bhaile Inis Mhóir í

'S chuirfeadh sí cóistí ar bhóithre Cois Fharraige

Sí do mhaimeo í, 'sí do mhaimeo í

'Sí do mhaimeo í, cailleach an airgid

'Sí do mhaimeo í, ó Bhaile Inis Mhóir í

'S chuirfeadh sí cóistí ar bhóithre Cois Fharraige

Sí do mhaimeo í, 'sí do mhaimeo í

'Sí do mhaimeo í, cailleach an airgid

'Sí do mhaimeo í, ó Bhaile Inis Mhóir í

'S chuirfeadh sí cóistí ar bhóithre Cois Fharraige

22 de jan de 2010

dica de leitura..... A queda de Atlantida

A queda de atlantida. Dividido um dois livros, a teia da luz e a teia das trevas, Marion Z. Bradley, nos transporta ao inicio, onde a magia reinava em atlantida e como ocorreu a queda desse império. muito bom, vale a pena ler, pois esses livros nos contam o inicio da saga de avalon, trazendo assim uma maior compreensão dessa historia tão fascinante.

21 de jan de 2010


... quando damos um unico passo para fora do nosso mundinho e começamos a perceber outras realidades alem da nossa, descobrimos a verdadeira liberade. 
a liberdade de voar entre mundos desconhecidos e tirar de cada um deles algo de bom para acrescentar ao nosso proprio mundo...


preocupe-se em fazer seus "bem feitos".... e não em apontar os "mal feitos" dos outros.
"Todos os eventos não passam de consumação de causas anteriores, percebidas claramente, mas não aprendidas com nitidez. Quando a melodia soa, até o ouvinte mais inculto pode compreender que deve terminar com uma determinada tônica, embora não seja capaz de perceber por que cada compasso sucessivo deve levar ao acorde conclusivo. A Lei do Carma é a força que leva todos os acordes à mesma tônica, que espala as ondulções de uma pequena pedra largada num remanso, até que as ondas gigantescas afundem um continente, muito tempo depois de a pedra sumir e ser esquecida."

13 de jan de 2010

... um tempo completamente ocupado.... off para tudo, on para o resto.... quero sol e mar, vento e chuva, flores e rio.... sou da natureza, quero me livrar desse tempo ocupado e ocupa-lo com nada....
sou de noite, existo de dia, voo de madrugada....
num olhar vago encontro a resposta, tudo é simplesmente nada.....

6 de jan de 2010

" Duvidar de tudo ou crer em tudo são duas soluções igualmente comodas, que nos dispensam, ambas, de refletir."

5 de jan de 2010

A caça as bruxas

Até o sec XV, a medecina estava ao alcance das pessoas de posses, mas nao das classes mais pobres. No caso dessas pessoas, eram homens e mulherescomuns que faziam o papel de agentes da cura, feiticeiros, parteiras e adivinhos das comunidades locais. Esses agentes de cura eram a unica fonte verdadeira de tratamento medico e espiritual dos membros das comunidades, e eram respeitados e revenciados por muitos deles. Chegou ate mesmo a existir uma lei que proibiam a perseguiçao a esses "bruxos". Apesar disso, nos meados do sec XIII, a igreja catolica, começou sua vendeta contra a bruxaria praticada em toda a Europa. Tomas de Aquino (1225-74) colaborou muito para difundir ideias antipagãs, com a crença de que as bruxas faziam o mal ou ate provocar a morte graças a essas ligaçoes demoniacas. Depois da reforma, inicio-se um periodo conturbado entre catolicos e protestantes. O puritanismo passou a ser uma tendencia cada vez maior e o medo de deus, na figura de uma divindade colerica, passou a rondar os pensamentos de reis e camponeses. 
A bruxaria ficou entao confinada pelos rotulos e crenças da igreja. Os demonios que foram imaginados, o diabo a que se deu o nome foram inexplicavelmente vinculados a um povo que nao conhecia o mal nem o praticava. O mito que associa a bruxaria ao demoniaco prevalece em certa medida desde entao. . .
" FAÇA O QUE QUISERES, DESDE QUE NAO PREJUDIQUES A NINGUEM"